UITBB: Dia Internacional pela Eliminação da Discriminação Racial

0
79

Neste Dia Internacional para a Eliminação da Discriminação Racial, o Secretariado da UITBB reitera o seu compromisso de combater ideologias perigosas como o fascismo, a xenofobia, o racismo e o nacionalismo, especialmente porque têm como alvo grupos vulneráveis, como imigrantes e refugiados. Em 2024, continuamos afirmando que todos os trabalhadores estão unidos, independentemente de cor, religião, idioma ou país de origem.

A UITBB permanece firme na sua determinação de defender os direitos de todos os trabalhadores, independentemente das suas características étnicas, raciais ou quaisquer outras características de identificação. Sublinhamos o facto de que os indivíduos não optam por se tornarem imigrantes ou refugiados; pelo contrário, estas condições resultam muitas vezes das acções de exploração do capital e dos seus aliados.

A indústria da construção, que a nossa organização representa, continua a empregar um número significativo de trabalhadores imigrantes e refugiados que são frequentemente sujeitos a uma exploração flagrante por empregadores que procuram mão-de-obra barata e tácticas para minar o trabalho organizado. Esta exploração manifesta-se em formas como o desemprego, o trabalho informal e a subcontratação, criando divisões dentro da classe trabalhadora e minando os direitos dos trabalhadores locais. É imperativo que nós, como movimento sindical global, sejamos solidários para enfrentar estas injustiças.

A UITBB apela a todas as organizações afiliadas e aliadas em todo o mundo, guiadas pelos nossos princípios de classe e fortalecidas pelas decisões tomadas pelos nossos organismos internacionais, a intensificarem os seus esforços. Defendemos a integração dos trabalhadores estrangeiros nas sociedades de acolhimento e nos sindicatos através de iniciativas sociais, políticas e culturais abrangentes para garantir que possam aceder aos mesmos benefícios que os trabalhadores locais.

Ao melhorar as condições de trabalho na indústria da construção e ao combater as forças reaccionárias que exploram as vulnerabilidades dos trabalhadores, demonstramos o poder da solidariedade internacional. A unidade entre os trabalhadores do sector da construção e de toda a classe trabalhadora é vital, uma vez que o racismo está a aumentar e é usado pelo capital para enfraquecer a classe trabalhadora.

Ao enfrentarmos os desafios de 2024, lembremo-nos de que a nossa força reside na nossa acção colectiva e no compromisso inabalável com a justiça e a igualdade para todos.

Secretaria da UITBB